Mapeamento e priorização de temas estratégicos

Para as diretrizes internacionais do Global Reporting Initiative, temas materiais são aqueles mais relevantes de serem gerenciados pela organização. Sua priorização engloba uma análise do contexto da sustentabilidade e o mapeamento da visão da organização e de seus stakeholders. A Takao propõe a definição dos temas materiais a partir de três perspectivas: Visão da liderança […]

Escrito porTakao Consultoria

Em 28 de junho de 2020
"

Leia mais

Para as diretrizes internacionais do Global Reporting Initiative, temas materiais são aqueles mais relevantes de serem gerenciados pela organização. Sua priorização engloba uma análise do contexto da sustentabilidade e o mapeamento da visão da organização e de seus stakeholders.

A Takao propõe a definição dos temas materiais a partir de três perspectivas:

  1. Visão da liderança (perspectiva interna e estratégica)
  2. Contexto de sustentabilidade (perspectiva externa): Estudo e análise do contexto atual e tendências do setor e da empresa, frente aos desafios da sustentabilidade;
  3. Stakeholders, por meio de consulta aos stakeholders prioritários para captar visão/percepção dos temas relevantes.

No caso descrito, a questão chave foi entender o que era relevante para ser gerenciado pela empresa, na percepção dos executivos, funcionários, fornecedores, concessionárias, vizinhos das fábricas, gestores públicos, órgãos financiadores e especialistas.

O processo envolveu diferentes estratégias de diálogo, conforme as características do público consultado. Além de mapear os temas relevantes para a gestão o processo de consulta deu origem a informações sobre os desafios para a sustentabilidade do setor no contexto do Brasil.

 

Contexto

  • Empresa setor automotivo, em processo de prestação de contas (accountability) com necessidade de mapear temas relevantes e materiais para negócio e stakeholders.
  • Stakeholders envolvidos: público interno, fornecedores estratégicos, governo, entidades setoriais, empresas da cadeia de distribuição, comunidades do entorno, especialistas e ONGs.
  • O que era mais relevante para gestão sustentável da empresa na percepção dos stakeholders e de acordo com às diretrizes do negócio, foi a questão chave da consulta.

Principais Atividades

  • Desenho de diferentes abordagens de diálogo para consulta de stakeholders
  • Definição de critérios do negócio, com executivos da empresa, para priorização de temas relevantes
  • Envolvimento das áreas chave para aferição da matriz de materialidade
  • Elaboração de documento Temas do Contexto de Sustentabilidade em que foram apresentados 11 temas chaves para o setor.
  • Matriz FOFA (Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças) com a visão dos stakeholders

Ações implementadas

  • 414 stakeholders engajados;
  • Matriz Materialidade com temas priorizados, temas priorizados por segmento de stakeholders a ser trabalhado pela área de negócios correspondente;
  • Dialogo com comunidade de entorno de 4 unidades (primeira iniciativa da empresa com o entorno)
  • Limite relatório, Indicadores GRI, FOFA
  • Contexto Sustentabilidade.

0 comentários